A HISTÓRIA DO SISTEMA ANGLO DE ENSINO

As sementes do Anglo foram lançadas ainda no século 19, quando, em 1894, o educador português Antônio Guerreiro chegou ao Brasil e fundou, na cidade de São Paulo, o Ginásio Professor Guerreiro - por ele renomeado, depois da Primeira Guerra Mundial, Ginásio Anglo-Latino, em homenagem aos aliados.

Logo após a Revolução de 1932, Celestino Rodrigues, jovem estudante de Engenharia que havia ingressado em 1º lugar na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, e Leo Bonfim, professor da Poli que preparava candidatos para o vestibular da escola, associaram-se e instalaram, no prédio do ginásio, um curso preparatório que se denominou Curso Anglo-Latino.

No final dos anos 30, com o falecimento do Prof. Guerreiro, os herdeiros venderam as instalações para Leo, Celestino e outros professores, que expandiram o ginásio e abriram o Colégio Anglo-Latino. Na década seguinte, o Anglo-Latino firmou-se como o melhor colégio particular de São Paulo e o melhor curso preparatório para Exatas.

Em 1950, vislumbrando oportunidades na área da construção civil, Leo e Celestino decidiram fechar o ginásio e o colégio. Transferiram os alunos para outras instituições de ensino e venderam os prédios.

O Prof. Simão Faiguenboim, que dirigia o Curso Anglo desde o término da Segunda Guerra Mundial (1947), convidou os professores Emílio Gabriades e Abram Bloch para prosseguirem com as atividades nas instalações do Colégio São Paulo de Piratininga. Carlos Marmo, professor de Desenho, completou o quarteto, que ficou conhecido em todo o país nas décadas de 50 e 60 graças aos seus recursos didáticos.

Sob o comando de Simão, Gabriades e Bloch, o Anglo criou os primeiros fascículos teóricos, os primeiros simulados e o "O Anglo Resolve", publicação com resoluções e comentários das questões dos principais vestibulares. Os anos 60 trouxeram para a equipe o matemático Cid Guelli, que mais tarde se tornaria o professor-símbolo do Anglo, pela sua competência e dedicação.

Na década de 70, sob a coordenação pedagógica de Nicolau Marmo, houve inovações importantes: o Anglo criou a apostila-caderno, que viria revolucionar o setor de material didático e ampliou a sua atuação, antes concentrada na área de Exatas, para as áreas de Biológicas e Humanas.

No final dos anos 70 o Anglo começa a sua expansão para outras cidades: em 1978 surge a parceria com o Colégio Singular, e nasce então o Singular-Anglo Vestibulares, unindo a força dessas duas grandes escolas.

No ano 2000, o Colégio Singular implanta o Sistema Anglo de Ensino de ponta a ponta, da Educação Infantil ao pré-vestibular e, desde então, passa a ser a maior escola do Sistema Anglo, em nível nacional.

Escola da Inteligência

  1. APRESENTAÇÃO DA ESCOLA DA INTELIGÊNCIA

    Ao longo dos 48 anos de excelência no ensino, o Singular sempre buscou assegurar a formação global de seus alunos através do equilíbrio da proposta pedagógica, nos diversos aspectos do desenvolvimento das nossas crianças e jovens. Criamos há quase duas décadas a disciplina “Desenvolvimento Pessoal e Social”, inserida na grade curricular, buscando contribuir para a reflexão sobre a importância do autoconhecimento, do desenvolvimento da autoestima, da convivência com os pares, entre outras questões.

    Em 2011 convidamos o Dr. Augusto Cury a proferir uma Palestra voltada para os pais e educadores do colégio e na ocasião nos apresentou o Programa Escola da Inteligência, que promove as funções complexas da inteligência, a saúde emocional com a construção de relações saudáveis, vindo ao encontro da nossa proposta.

    O programa propõe um trabalho com professores, pais e alunos, visando uma educação que prepare para os desafios da vida.

    O Singular é a escola pioneira no ABC a adotar o programa.

  2. COMO TRABALHAMOS

    A partir de 2014, o Programa Escola da Inteligência está presente em todas as nossas salas de aula desde o Jardim I, da Educação Infantil à 1ª série do Ensino Médio.

    A aulas acontecem no período regular em cada turma, ministrada por professores especializados, com cada faixa etária, sendo para o Infantil a própria professora polivalente e no Fundamental e Médio por um professor ou professora. O material é diferenciado para cada nível de escolarização/ ano, sendo atraente visualmente com temas interessantes.

  3. O PROGRAMA ESCOLA DA INTELIGÊNCIA

    No foco de trabalho são desenvolvidas as seguintes habilidades:

    1. A promoção da saúde emocional e prevenção de transtornos psíquicos: gerenciamento do estresse, ansiedade, timidez, insegurança, elevação da autoestima, prevenção da depressão, fobias, transtornos de ansiedade, entre outros.
    2. O desenvolvimento das funções complexas da inteligência e de novas competências: Proteção da emoção, gerenciamento dos pensamentos, postura empreendedora e criatividade, autodisciplina, liderança, autocrítica, raciocínio esquemático, pensar antes de reagir, colocar-se no lugar dos outros, entre outros.
    3. A construção de relações intra e interpessoais saudáveis : Aprender a se relacionar consigo mesmo e com os outros, tolerância, trabalho em equipe, administração de conflitos, carisma, entre outros.
  4. OS PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DO PROGRAMA:

    • Aumento e melhoria do rendimento escolar, intelectual e de concentração
    • Postura empreendedora e criativa
    • Habilidade para prevenção de conflitos e bullying
    • Gerenciamento da insegurança, ansiedade, estresse e timidez
    • Aumento da qualidade de vida e do bem-estar

CAMILA CURY FALA SOBR EO JOGO BALEIA AZUL

Social - mídias
Twitter

NEWSLETTER

Fique por dentro de nossas novidades
Todos os textos e conteudos são de autoria própria sendo proibida a reprodução integral ou parcial dos mesmo

CONTATO

UNIDADES